A Vertiv, provedora global de soluções e serviços de infraestrutura crítica, anunciou que a Vertiv Brasil irá aderir ao movimento "Não Demita", comprometendo-se a manter seus 270 funcionários plenamente empregados, no período entre o dia 07 de maio e o dia 07 de julho de 2020.

Identificada como empresa que provê soluções e serviços essenciais durante a pandemia, a Vertiv Brasil segue oferecendo tecnologia e serviços críticos, incluindo manutenção aos data centers que operam no país. Embora os principais clientes da Vertiv sejam os data centers, o impacto da tecnologia Vertiv vai além disso, suportando os processos digitais de empresas e pessoas que utilizam os serviços dos data centers em seus processos de negócios e em sua vida diária.

“Queremos deixar claro aos nossos colaboradores, clientes e parceiros que a Vertiv está assumindo o compromisso de preservar por pelo menos 60 dias, os empregos de todo o nosso time. São talentos reconhecidos por todo o mercado e que seguirão trabalhando para garantir a continuidade da economia digital brasileira”, disse Rafael Garrido, country manager da Vertiv Brasil. “Desde o início da quarentena, em março, eu tenho dito ao meu time, aos clientes e a todo ecossistema que atendemos: entramos juntos nessa crise e sairemos juntos dela”.

Como um time, a Vertiv antecipa as demandas de infraestrutura de energia, refrigeração e gerenciamento dos grandes data centers brasileiros. Isso inclui o mercado de Colocation, as grandes estruturas Hyperscale e também os data centers corporativos. Para atender a todos esses segmentos, a Vertiv conta com centenas de profissionais treinados e certificados nas disciplinas e tecnologias essenciais para manter os processos digitais acontecendo.

Garrido ressalta que o principal objetivo da Vertiv Brasil é estar totalmente comprometida com a saúde e a proteção de seus profissionais e clientes. “Estamos seguindo as recomendações da OMS e do Ministério da Saúde”.

“Nossa adesão ao movimento ‘Não Demita’ é o resultado natural do compromisso da Vertiv com seus profissionais, clientes e seus parceiros. Nossa meta é sair fortalecidos deste momento, preparados para, na hora da retomada, antecipar e resolver as demandas de infraestrutura crítica do nosso mercado”, disse Garrido.

O movimento “Não Demita” é apoiado por muitas empresas de diferentes verticais e portes. Todas estão unidas no compromisso com seus funcionários e com a economia do Brasil.