Acostumados a tradicionalmente fazerem negócios com usuários finais, os provedores de internet (ISPs) espalhados por todo o país têm agora a oportunidade de ampliar seus ganhos através do fornecimento de serviços para empresas de todos os portes. A viabilidade de alcançar este novo faturamento está sendo oferecida pela integradora de telecomunicações e serviços em nuvem Sencinet.

Criada em outubro de 2020, como fruto da aquisição das operações domésticas na América Latina da British Telecom (BT) pelo CIH Group, a empresa que acaba de dar início a um abrangente processo de parcerias com companhias regionais, possui duas redes de fibra com extensão total de 650 km, além de 2.000 km de linhas de fibra alugadas, quatro data centers de classe mundial e cinco teleportos, que fazem parte de uma rede de satélites totalmente integrada capaz de oferecer soluções de conectividade em 100% do território da América Latina.


Com base na relação das empresas autorizadas SCM da Anatel, a companhia já identificou cerca de 500 possíveis parceiros no Brasil, dos quais mais de 100 já foram contactados. "Sabemos que existem muitos outros empreendedores com as características que buscamos e com os quais podemos colaborar. Estamos abrindo um canal para conhecer essas iniciativas, apresentar nossas oportunidades e havendo interesse e sinergia, construir relacionamentos que permitam o desenvolvimento de negócios com potencial de ganhos para todos os envolvidos", conta o CEO da Sencinet, Alex Ingles.

O responsável pelo credenciamento de ISPs na Sencinet, Thiago Leite, informa que além do Brasil, o programa tem avançado principalmente na Colômbia, onde foram detectados quase 200 provedores, contactados mais de 50. No México, a empresa trabalha com um mailing de cerca de 150 provedores, dos quais 40 já estão em fase de homologação/negociação. O mercado onde o trabalho teve início mais recentemente é o da Argentina. No país vizinho foram detectadas cerca de 200 ISPs e os contatos estão em fase inicial.


Leite comenta que a colaboração oferecida pela Sencinet permite aos ISPs acrescentarem aos seus portfólios de serviços a estrutura robusta que as grandes e médias empresas precisam quando estão em busca de parceiros para se instalar fora dos grandes centros. Segundo ele, por contarem com o suporte da Sencinet, esses ISPs locais passam a poder contar em suas carteiras de clientes com marcas líderes em segmentos como o varejo, por exemplo, sempre em busca de instalar lojas pela maior parte do território nacional ou o financeiro, com sua necessidade de atendimento por meio de agências.

"Além de garantir a estabilidade e a redundância na conexão, os ISPs locais conseguem viabilizar soluções como o SD-WAN, que é uma das mais fortes tendências para conectar aplicações em nuvem e redes corporativas", completa.
Após demonstrarem interesse na parceria, os ISPs passam por um processo de homologação junto à Sencinet no qual são verificados aspectos estruturais e questões comerciais. Uma vez aprovados, eles passam a constar em um cadastro de parceiros aptos a indicar e serem indicados pela Sencinet para atender ao mercado. Os interessados podem entrar em contato pelo site da empresa