Face às duras necessidades das instituições médicas locais durante esta crise, sem precedentes, de Covid-19, a Schneider Electric Brasil, umas das líderes na Transformação Digital em gestão da energia elétrica e automação, em conjunto com a marca independente Steck, anuncia a produção de máscaras protetoras para o setor médico.

O projeto desenvolvido em resposta à crise atual é parte de uma iniciativa maior, liderada pelo Grupo localmente, chamada "Save Our Heroes". Em colaboração com uma força-tarefa de oito fornecedores/parceiros, como HFF, Crie Light, Crismac, HSMV, Clariant, Remo, IPT e Helptech, a empresa tem como objetivo alcançar a produção de 60 mil protetores faciais até o fim de maio, representando um investimento de aproximadamente R﹩ 350 mil.

"No Brasil, o setor médico lida com a falta de protetores faciais como EPIs e conta com uma produção que não atende às necessidades atuais", diz Marcos Matias, presidente da Schneider Electric Brasil. "Protetores faciais são cruciais para combater a Covid-19; por esse motivo, a Schneider Electric Brasil se comprometeu, junto aos seus fornecedores e parceiros, em solidariedade a esse momento, a fazer esta contribuição tão importante: a produção de protetores faciais médicos que salvam vidas."

Dentro dessa força-tarefa, a Schneider Electric fornecerá os seguintes suportes:

- Desenvolvimento e produção do molde dos protetores;

- Fornecimento de matéria-prima para a produção: plástico, elástico e escudo;

- Doação de 700 horas de manufatura pelas empresas participantes;

- Planejamento e coleta de doações, tanto de matéria-prima quanto de mão de obra dos parceiros e da própria Schneider.

A fábrica da empresa em Guararema, em São Paulo, fará a montagem dos protetores faciais (colocando os elásticos e higienizando as peças) e gerenciará a entrega a hospitais públicos de cidades dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Ceará e Amazonas.

Por meio dessa iniciativa, a Schneider Electric reitera seu comprometimento com a sustentabilidade e expressa sua admiração por todos aqueles que demonstram uma coragem extraordinária nos seus esforços para lutar contra a pandemia.

Como parte do seu programa de responsabilidade social, a Schneider Electric Brasil integra ainda outras iniciativas locais para apoiar o setor médico:

- Doação de dez unidades do nobreak Smart UPS SMC 2200BI-BR para dar apoio à infraestrutura de TI do Hospital de Campanha do Pacaembu, em colaboração com o Hospital Albert Einstein, em São Paulo;

- Doação de produtos de controle de acesso de pessoas e colaboradores, além de medidores de energia, ao Hospital de Campanha M’Boi Mirim, melhorando a infraestrutura e permitindo o trabalho 24x7, também em parceria com o Hospital Albert Einstein, em São Paulo;

- Doação de 2 mil máscaras protetoras por meio de um parceiro chinês a um hospital público próximo ao Centro de Distribuição da Schneider Electric em Cajamar, São Paulo;

- Doação de barras de sabão produzidas com óleo reciclado a uma UBS na Zona Sul de São Paulo, com 4.500 pessoas impactadas (três barras de sabão por família, com uma média de quatro pessoas por família);

- Doação de cestas básicas para estudantes do CJ Mãe Sofia, uma instituição onde a empresa tem feito diversas ações de ensino desde 2018, impactando 260 pessoas (58 estudantes e suas famílias);

- Doação de produtos de limpeza e envio de vídeos com mensagens motivacionais para uma casa de repouso, com 40 idosos impactados;

- Venda de vários itens doados pelos próprios colaboradores da empresa, com o valor revertido para o Instituto de Voluntariado da Schneider Electric na Comunidade e suas ações em curso;

- Doação de 750m de TNT de 60g para a produção de aventais e capas para o Hospital Regional Doutor Deoclécio Marques de Lucena, no Rio Grande do Norte;

- Ações digitais no pilar de educação, suportando jovens em situação de vulnerabilidade, como simulação de entrevistas e mentoria on-line, com aproximadamente 60 impactados.