No segmento de energia, o banco de baterias é um componente vital para a manutenção da continuidade e da qualidade energética. No que se refere ao funcionamento de um nobreak/UPS, o banco de baterias é o coração do processo e, também, é considerado o maior causador de falhas em tais equipamentos. 

As baterias chumbo-ácido reguladas por VRLA (do inglês, Valve Regulated Lead Acid, bateria de chumbo ácido regulada por válvula – significa que a bateria é montada com válvulas reguladoras de pressão e são elas as principais responsáveis pela segurança das baterias contra explosões) são as mais aplicadas em UPS, no qual devem suportar a carga, em eventuais faltas de energia do sistema.

Se o banco de baterias falhar ou se não estiver em perfeitas condições, a reserva de energia do UPS é comprometida, ocorrendo diversas anomalias e muitos riscos e/ou prejuízos. 

Outro fator a se considerar é o grande investimento de recursos em um banco de baterias. O Capex, investimento inicial para aquisição de produto ou serviço, é considerável, mas sem dúvida, ele é mais alto ainda, em se tratando de Opex, pós-venda, para manter ou melhorar um produto ou serviço. Ao longo do tempo, o principal custo de um UPS será o gasto com a manutenção do banco de baterias. Isso porque, muitas empresas utilizam métodos lentos e onerosos para medição da saúde do banco de baterias (medição uma a uma ou troca de todo o banco, de dois em dois anos, por exemplo).

Considerando-se que as baterias são componentes caros, com vida útil relativamente curta, exigem inspeção constante e controle dos agentes externos, independentemente da idade ou tempo de garantia. 

Além das inspeções e manutenções externas, um grande aliado da qualidade dos sistemas de energia é o monitoramento constante, que aumenta a confiabilidade e a segurança, diferentemente da inspeção pontual. Afinal, um banco de baterias pode ser inspecionado em um dia e, dar problemas, dias depois. 

Monitoramento MSB IoT Engetron

A tecnologia IoT, que está revolucionando o mercado, como um todo, também já mostrou que veio para agregar valor para quem está em busca de poupar tempo, dinheiro e ainda reduzir o risco de paradas não programadas dos sistemas de energia, dentre outros fatores.

A Engetron, pioneira na aplicação da Internet das Coisas (IoT) em nobreaks, inova, mais uma vez, ao aprimorar o serviço de Gerenciamento de Baterias, incorporando a tecnologia IoT ao Módulo Supervisor de Baterias, que passa a ser MSB IoT. O sistema permite monitoramento individual e centralizado dos bancos de baterias.

“O MSB IoT coloca a Engetron, mais uma vez, em posição de destaque mundial. Nosso sistema é totalmente autônomo e capaz de monitorar bancos de baterias de qualquer equipamento ou marca, desde que, tenham interface Ethernet com protocolo SNMP”, afirma Aluisio de Oliveira, presidente da Engetron.

De acordo com Fábio Moura, gerente de aplicação da empresa, “os bancos de baterias são pontos críticos de falhas em sistemas de energia. Quando uma bateria apresenta falha, cria-se um desequilíbrio entre as demais baterias do banco que compromete a segurança e durabilidade do conjunto e consequentemente a disponibilidade dos sistemas. Eventos como má conexão, oxidação de terminais e final de vida útil são ocorrências que colocam a operação das cargas em risco e podem facilmente ser detectadas pelo sistema de supervisão de baterias. Gerenciar o banco de baterias é a melhor maneira de evitar que tais problemas aconteçam”, ressalta.  

Funcionamento e indicativos

Segundo Aluisio de Oliveira, “o monitoramento IoT dos ativos, permite detecção precoce de comportamento anormal, prevenção de falhas, manutenções de prioridade e aumento da vida útil dos equipamentos e operações”. 

O MSB IoT Engetron oferece acesso e controle de monitoramento das baterias de maneira prática, dinâmica e econômica. Ele atua através de sensores instalados nas baterias que comunicam parâmetros de tensão e temperatura ao app Engetron IoT, em tempo real. 

Com base nos alertas enviados pelo MSB IoT, é possível substituir apenas a bateria que estiver degradada, evitando o desgaste e substituição das demais. O sistema identifica: falhas da bateria, do carregador, das conexões elétricas ou do ambiente de instalação. O recurso permite medidas preventivas antes que o banco seja comprometido e garante alta confiabilidade, segurança e economia.

Benefícios do MSB IoT

O recurso oferece:

- Maior confiabilidade e segurança

- Previne interrupções inesperadas por problemas em seu banco de baterias e evita prejuízos, com monitoramento em tempo real, via aplicativo Engetron IoT.

- Aumen toda vida útil das baterias

- Indica a necessidade de ações preditivas ao detectar ameaças à saúde das baterias do sistema.

- Acompanhamento e Rastreabilidade

- Notificações, históricos e relatórios sobre cada bateria com parâmetros coletados em tempo real.

Sustentabilidade e Futuro 

Outro fator a se considerar é que, com a utilização do recurso, o impacto ambiental é menor, com redução de baterias descartadas. “A Engetron busca o aumento de eficiência energética, com foco na sustentabilidade socioeconômica e ambiental”, afirma o presidente da Engetron.

“Temos todo um trabalho focado na confiabilidade de energia, para que a Engetron utilize o “estado da arte” (nível mais alto de desenvolvimento), nas tendências desse segmento”. De acordo com ele, muitas novidades despontam no horizonte.