Visando implementar serviços 5G autônomos, o Grupo Telefónica escolheu o AWS Outposts para fazer parte da infraestrutura de seu core de rede 5G nativo na nuvem no Brasil. A expectativa é que iniciativa otimize a oferta da Vivo de serviços 5G para clientes brasileiros.

O AWS Outposts permite que os clientes executem computação, armazenamento, banco de dados e outros serviços em ambientes on premises ao mesmo tempo em que se conectam à ampla variedade de serviços em nuvem da AWS. A nova oferta leva a infraestrutura nativa de Cloud Computing e os modelos operacionais da AWS para praticamente qualquer data center. Com o AWS Outposts, os clientes podem usar as mesmas APIs, painel de controle, ferramentas e hardware da AWS para oferecer uma experiência totalmente híbrida.

A Telefónica usará a infraestrutura, amplitude e profundidade dos serviços AWS para construir um core 5G na nuvem escalável, seguro e econômico, que permitirá o rápido desenvolvimento e implementação de novos produtos. A Telefónica prevê que seu core 5G funcionará em nuvem, em um ambiente híbrido entre a infraestrutura da Vivo e o AWS Outposts. A nova abordagem busca trazer o melhor dos dois mundos: proporcionar baixa latência e alto throughput necessários para os User Plane Functions (UPFs), enquanto se beneficia da escalabilidade da nuvem.

Com esta iniciativa, a Telefónica usará as soluções de telecomunicações da AWS para automatizar a implementação, gerenciamento e operação das funções de rede em contêiner do serviço AWS Elastic Kubernetes Service. O uso de serviços gerenciados nativos da AWS reduzirá o time to market permitindo a criação de serviços de valor agregado em 5G, como fatiamento de rede e Edge Computing.

"Analisamos e testamos o que há de mais avançado em soluções de infraestrutura de Nuvem Hbrida no mercado e selecionamos a AWS por sua tecnologia de nuvem madura e confiável, além do compromisso da AWS de implementar os recursos necessários para que possamos desenvolver e operar workloads de rede. Essa parceria contribuirá para nossa estratégia de construção de um novo modelo operacional para redes nativas na nuvem", afirma Elmo Matos, diretor de Planejamento da Vivo.

"Esse é um grande passo para a Vivo em sua jornada de Transformação Digital e estamos entusiasmados por termos sido escolhidos para a implementação do seu core de rede 5G nativa na nuvem. Ao construir seu core de rede 5G no AWS Outposts, a Vivo lidera e indica o caminho de adoção da infraestrutura nativa de nuvem para toda a indústria, um modelo que oferece total automação e elasticidade em escala, aproveitando a capacidade de alocar dinamicamente recursos e capacidade para atender as necessidades de seus clientes", comenta Jan Hofmeyr, VP de Edge Cloud da AWS.